Buscar
  • Agruppa Soluções em BackOffice

O que é a conciliação bancária e como funciona?



Fazer o controle das finanças de um negócio pode ser uma tarefa desgastante e que toma muito tempo. Além disso, é preciso ter o conhecimento adequado em alguns processos para que nada saia errado. Algumas ferramentas podem ajudar na gestão financeira de uma empresa. Entre as mais utilizadas, sistema de gestão que automatizam ou facilitam a conciliação bancária possuem destaque e podem ajudar muito.


Por isso, vamos apresentar neste texto os principais conceitos da conciliação bancária. Também vamos dar destaque ao funcionamento dessa importante ferramenta de gestão. Com isso, você pode conhecer melhor e utiliza-la para ajudar nas finanças do seu negócio.


Veja mais.


O que é conciliação bancária?


Via de regra, toda empresa tem um controle de contas a pagar e a receber. A conciliação bancária é um processo que tem por objetivo verificar toda a movimentação bancária, transcrevendo os dados em registros que classificam a natureza dos lançamentos de débito e crédito. A conciliação é necessária para certificar que todos os lançamentos previstos foram realizados na data e no valor correto. Deste modo, atualiza-se a posição financeira e as disponibilidades da empresa.


Para negócios que utilizam meios de pagamentos como, boletos, cartões de crédito e transferências bancárias a conciliação é imprescindível. Com ela é possível ver se não há nenhuma anormalidade que possa causar prejuízo ou prejudique a saúde financeira da empresa.


Como funciona?


A conciliação bancária requer disciplina. Neste caso, podemos dizer que a rotina é amiga da perfeição! Existem diversos softwares que podem ajudar nessa tarefa. Além disso, planilhas também podem ser utilizadas para fazer a organização dos dados. E naturalmente, existe quem não deixa de utilizar o bom e velho Livro Caixa para registrar seu conta corrente.


A conciliação bancária, basicamente, possui 4 processos que vamos descrever abaixo.


1. Registre o saldo da conta


Antes de iniciar o processo de conciliação bancária é preciso fazer o registro do saldo de todas as contas bancárias do seu negócio. Assim, você poderá saber sua posição inicial de saldo antes das movimentações.


2. Registre as movimentações


Faça o registro de todas as movimentações financeiras do seu negócio. Seja qual for o formato escolhido, mantenha a disciplina e lance todas as contas a pagar e receber da sua empresa. Para melhor compreensão é recomendado categorizar as saídas e entradas. Exemplos de categoria são os recebimentos de clientes, pagamento de salários, impostos, tarifas bancárias e pagamento de fornecedores. Essas categorias vão lhe auxiliar na análise de relatórios gerenciais como a DRE, por exemplo.


3. Compare o previsto com o realizado.


Verifique se todos os lançamentos estão sendo realizados com o valor correto. É preciso conferir se as movimentações financeiras estão sento debitadas e/ou creditadas corretamente na conta bancária do seu negócio. Assim, pode-se evitar prejuízos e em casos de problemas, resolve-los com maior rapidez.


4. Confira a posição de saldos após a conciliação


Ao final, é possível fazer a conferência se tudo que foi calculado bate com o saldo que restou na sua conta bancária. Caso o valor seja o mesmo significa que tudo está correto. Se houver diferença, você deve rever os lançamentos para encontrar o erro.


Se você não tem tempo para fazer a conciliação bancária da sua empresa uma excelente solução é terceirizar esse processo. O serviço de tesouraria da Agruppa pode ajudar com diversos processos financeiros da sua empresa.

0 visualização
agruppa.png
 FINANCEIRO
 TECNOLOGIA
 GESTÃO DE PROCESSOS

Siga-nos nas redes sociais

  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por Agruppa