4 coisas que você não deve esquecer ao fechar o caixa da sua loja



O fechamento do caixa é uma das operações mais importante de um negócio. Até mesmo os pequenos erros podem significar muito retrabalho de conferência ou mesmo prejuízo financeiro mais adiante. Por isso é preciso ter atenção a todas as etapas desse processo.


Algumas lojas têm uma movimentação intensa de caixa, com muitas saídas e entradas. O profissional responsável por fechar o caixa da sua loja deve ter um perfil analítico para estar atento aos mínimos detalhes. Pensando nisso, preparamos este texto com 4 tópicos que devem ser observados momento do fechamento.


Veja abaixo tudo que você não deve esquecer ao fechar o caixa da sua loja.


1 Fazer o registro de abertura


Ao iniciar o fechamento do caixa é necessário se atentar ao saldo inicial (fundo de caixa). Por isso, primeiro é preciso fazer uma consulta de tudo que havia nele antes do começo do expediente. Normalmente, o valor inicial é baixo, suficiente para que o operador possa dar troco aos clientes que pagam em dinheiro. Deste modo, é preciso considerar o que havia no caixa antes das entradas e saídas.


2 Registrar corretamente as entradas e saídas


O registro de tudo que saiu e entrou do caixa é uma das atividades mais importantes, que permitirão um bom fechamento. Porém, é nessa etapa que acontecem os erros mais recorrentes. Principalmente por falta de informação e atenção. Por isso, é necessário rever as movimentações para que nada escape. Veja os pontos que não devem ser esquecidos:

  • Reposição de troco (suprimento de caixa)

  • Registro e recebimento das Vendas

  • Registro dos Pagamentos de Despesas

  • Recolhimento de dinheiro por motivos de segurança (sangria);

  • Registro das Devoluções (trocas de mercadorias)

  • Recebimento avulso de pagamento (crediário ou antecipação de venda futura)

3 Conferir com atenção os valores


A maioria dos erros ligados ao fechamento do caixa são por equívocos no lançamento dos valores. Sendo assim, é importante fazer a conferência do valor de cada movimentação. Com essa simples atitude você terá um fechamento de caixa com menores probabilidades de erro.


4 Consultar os comprovantes


Hoje em dia, existem diversas formas para pagamentos como cartão de crédito, cartão de débito, transferência bancária, cheques, duplicatas, aplicativos, etc. Isso pode acabar causando confusão nos controles financeiros e na correta geração do contas a receber. Para facilitar, separe todos os comprovantes por tipo e, depois, confira se os valores batem com o que foi registrado. No caso do recebimento em cartões, utilizar maquinetas integradas ao Emissor de Cupons Fiscais (TEF) reduz o erro nos registros de contas a receber.


Dica para não errar


A melhor maneira de não errar é fazer um registro de todas as movimentações. Para isso você pode utilizar diversos meios como controle manual, planilhas ou softwares de gestão. A utilização de sistemas é mais produtiva, pois permite automatizar as demandas minimizando as chances de erro. Isso não ocorre com a utilização de planilhas, por exemplo, pois você terá que digitar dado por dado e sempre haverá o risco de que algo passe despercebido ou seja registrado incorretamente.


Gostou deste conteúdo? Siga a Agruppa nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades e dicas para a gestão do seu negócio.

6 visualizações
agruppa.png
 FINANCEIRO
 TECNOLOGIA
 GESTÃO DE PROCESSOS

Siga-nos nas redes sociais

  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2020 por Agruppa